REFORMA TRABALHISTA: TEMER EDITA MEDIDA PROVISÓRIA E GERA QUEDA DE BRAÇO COM MAIA

Queda de braço entre Jucá e Maia

Decisão deTemer de fazer ajustes na Reforma Trabalhista por MP, gerou uma queda de braço entre o líder do governo no Senado, Romero Jucá, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Queda de braço entre Romero Jucá e Rodrigo Maia
Medida Provisória gera queda de braço entre Jucá e Maia

O presidente Michel Temer deixou contrariado o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia. Ontem (14) Temer  editou a Medida provisória (MP) nº 808 que altera alguns pontos da Reforma Trabalhista. A MP foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”.

A nova Lei Trabalhista entrou em vigor no sábado (11/11), mas trouxe alguns pontos polêmicos e, então, para acelerar a tramitação no Congresso o governo se comprometeu com o Senado a modificar alguns desses pontos polêmicos, através de um MP.

Maia ficou descontente com a manobra do governo, por considerar que a MP pode configurar ingerência do Executivo no Legislativo. O fato de uma MP vigorar imediatamente sem a aprovação do Congresso gerou uma queda de braço entre Jucá e Maia.

Temer teve uma reunião com Maia na terça (14), para explicar que não poderia quebrar a promessa que fez aos senadores governistas em julho para que a proposta da reforma fosse aprovada no formato que fora definida pela Câmara.

Jucá opinou pela edição da MP para que os ajustes na reforma passassem a valer imediatamente. Ele também argumentou que os ajustes teriam tramitação mais lenta no Congresso, se fossem enviados através de um projeto de lei.

Já Maia, defendia a proposta de que os ajustes fossem feitos por um projeto de lei. Ele considera que uma MP pode configurar intromissão do governo nos trabalhos do legislativo.

Em meio a essa confusão, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, apoiou Jucá para que os ajustes fossem feitos através de MP.

Para saber mais sobre os ajustes da Reforma Trabalhista clique aqui.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *